Translate

RESPEITE AS CRIANÇAS!

RESPEITE AS CRIANÇAS!
AS CRIANÇAS NÃO SÃO LIXO.

FUNDAÇÃO DO CLUBE DE XADREZ SANTO ANTÔNIO DE JESUS (BAHIA):

06.04.2002.

QUANTIDADE DE FOTOS E IMAGENS, NESTE BLOG:

438 FOTOS E IMAGENS.

SEJA BEM - VINDO (A)! NÚMERO DE VISITANTES, NESTE BLOG:

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

ARTIGO 276 (ANO I, Nº 27, DE 23 A 31 DE JULHO DE 2010).

'Xadrez é coisa do diabo', diz o pior enxadrista de São Paulo

O imigrante italiano Giusepe Caporale é uma lenda no esporte: jura que detesta jogar, mas quer, um dia, derrotar os adversários



Ardilhes Moreira, do G1, em São Paulo


Nos clubes, Giusepe foi apontado como pior, mas fez pouco caso da má fama

O pior jogador federado de xadrez de São Paulo está decidido: quer mudar a forma pela qual é conhecido por colegas do Clube de Xadrez de São Paulo e da Federação Paulista de Xadrez. Giusepe Caporale é um enxadrista fora do padrão. "Eu odeio jogar xadrez e jogo só para provar que quem joga é idiota", afirma o italiano que vive no Brasil há 44 anos.

Os amigos não levam tão à sério o jeito carrancudo e, ao mesmo tempo, engraçado de Caporale. Engenheiro aposentado, ele diz que gosta de jogar xadrez brincando. Treina regularmente em computadores, mas sem se estressar. "Eu jogo sem pensar, tudo no toque. Eu defendo essa tese. Quem pensa para jogar xadrez é retardado mental", brinca o italiano.

O imigrante diz que quando encontrar alguém que encare o xadrez da mesma forma, deixará os tabuleiros de lado. Até lá, quer subir sua classificação dos atuais 1.873 pontos, mas ele diz que não consegue "sair do buraco". "Eu costumo falar que abaixo de 2.800 pontos é tudo capivara. Usam esta gíria talvez por ser a capivara um bicho inofensivo", diz.

Caporale joga regularmente. No último torneio que participou, diz que conseguiu ganhar quatro das nove partidas que disputou. Por isso mostra seus números e não contesta os diretores dos clubes que o apontaram como o jogador mais controverso de São Paulo.

"Digamos que o pessoal pode ter essa opinião, mas já que eu falo que todo mundo é idiota, o mínimo que posso esperar é isso", afirma o enxadrista, que jura não ter bronca dos colegas.

"Quero provar no tabuleiro que todo mundo é idiota. Fora não tem nada a ver", disse. "Sou a favor dos muçulmanos, que acham o xadrez um jogo do diabo", conclui.


REFERÊNCIAS:

http://www.tabuleirodexadrez.com.br/30-11-06-xadrez-e-coisa-do-diabo-diz-o-pior-enxadrista-de-sao-paulo.htm
WWW.G1.COM

PESQUISADO E POSTADO, PELO PROF. FÁBIO MOTTA (ÁRBITRO DE XADREZ).

Nenhum comentário:

Postar um comentário